quarta-feira, 23 de maio de 2012

Entre um pingo e outro





Hoje é um dia em que se deseja tudo, e não se deseja nada. Hoje é um dia em que se deseja brigadeiro, assistir aquele filme, se enrolar no cobertor como se nada mais importasse. Deseja-se chocolate quente, cappuccino, pão de queijo, e até foundue. Aliás, chuva e foundue... huummmmm... Mas nesses dias até se deseja ter dinheiro para pedir comida, não se quer cozinhar, só aproveitar o friozinho como ninguém. E por incrível que pareça, se deseja aquele filme preferido que você assistiu mil vezes. Hoje é um dia que a música universal deveria ser, “The lazy song”, do Bruno Mars, já posso até escutá-la: “ Today I don’t feel like doing anything...” 
É um daqueles dias em que se deseja, não ter nada pra fazer e se divertir na nostalgia da chuva. Ninguém gosta de sair na chuva, sabendo que tem que pegar ônibus. As poças nos afligem. A aflição vem já ao amanhecer, quando não vemos o Sol e sabemos que temos que sair, por obrigação com o guarda-chuva, e empacotados!
Ah, mas não digo... Onde moro basta uma chuvinha e as pessoas saem de casaco de lã, para mostrar o frio, ou será a moda? Só sei que não sei, e é assim. Desde que me entendo por gente.
Eu adoro o frio, mas não gosto de sair na chuva de ônibus, só da tamanha trabalheira que dá subir em ônibus de guarda-chuva, além de enfrentar as poças, sem galochas.
É... querido leitor, é a chuva. Mas, encontrei por aí uma frase que dizem ser de Shakespeare, mas nunca se sabe, né? Então, diz assim: “Você diz que ama a chuva, mas abre seu guarda-chuva quando chove. Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. É por isso que eu tenho medo. Você também diz que me ama.”
E você? O que você ama? Pare um pouco neste dia que traz tantos desejos e pensamentos para nós, entre um pingo e outro a chuva não molha, entre um pingo e outro reflita sobre os teus amores, talvez você dê um jeito de trazê-los com a chuva. 

4 comentários:

  1. "Que a cada manhã a sua coragem acorde bem juntinho de você, sorria pra você, e o convide para viverem uma história toda nova, apesar do cenário aparentemente costumeiro."

    Caio Fernando Abreu


    ...Que lindo este cantinho!!
    adorei aqui, e com certeza ficarei :)

    estou seguindo..
    retribui??

    beijos
    http://momentosdapathy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. texto muito bom este de hoje!
    Me fez lembrar umas vezes que tive que sair do HU e ir andando até la em cima para pegar ônibus e fui de branco na chuva :p eu mais parecia uma tapioca que participou de uma competição de roupa molhada :S
    eu juro que nesses dias a unica coisa que eu não tinha era a vontade de sair de casa. até a mesa da sala de prontuários era aconchegante nesta hora. :p

    Mas descreve bem. A cada dia vem escrevendo melhor, hein, amiga?
    Um dia desses nos vemos novamente!

    Filipe Delunardo

    ResponderExcluir
  3. São momentos rotineiros, vontades comuns . Amei o sentimento mostrado, lindo texto.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Vim aqui deixar um presente pra vc,
    meu selinho em comemoração aos 500 seguidores do blog.

    Espero que goste e leve-o!

    Beijos meus...
    segue o link do meu carinho a vc:
    http://momentosdapathy.blogspot.com.br/2012/07/meu-muito-obrigada.html

    "Que seja doce..."

    ResponderExcluir